Gostou? Compartilhe!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O Rádio na educação do Espírito.



Saudações!

Ando mesmo relapsa com relação a este blog! Mas, pretendo organizá-lo aos poucos.

O desafio de evangelizar abarca todas as novas tecnologias à disposição do jovem e da criança. Como competir com a tv? Com a Internet?

A solução é simples: tornar estas mídias alvo das aulas. É interessante fazê-los pensar criticamente sobre o papel destes meios que guardam, sim, uma enorme importância social.

Como estudante de Comunicação apaixonei-me pelo universo Radiofônico. Por que não propor o uso do Rádio como instrumento de educação do Ser? E eis o que fiz. Ao lado de mais dois amigos - um deles Operador de Rádio - encaramos o desafio e lançamos a primeira Oficina de Rádio na Confraternização das Mocidades Espíritas do Estado do RJ (COMEERJ). Trata-se de um encontro que ocorre durante o carnaval. Jovens, adultos e crianças, não só do Rio, mas de diversas localidades reúnem-se para quatro dias de convivência, aprendizado e brincadeiras envolvendo a discussão de um tema dentro da Doutrina Espírita. Nossa oficina tem a duração de uma hora, durante estes quatro dias. O último dia é reservado para uma apresentação do material para todos os jovens do encontro.

Esta Oficina é baseada no conhecimento deste meio de comunicação de massa e está focada para a prática da locução. Eles tem a oportunidade de conhecer a própria voz e gerar conteúdo informativo sobre o encontro através da criação de programas e vinhetas. Surgia aí a Rádio A Voz da Comeerj, batizada e produzida pelos membros da oficina.

A saber, o Rádio tem uma proposta pedagógica sim. Marciel Consani (no livro "Como usar o Rádio na sala de aula". Desde já, recomendo a leitura. Excelente.) elenca alguns dos efeitos da prática radiofônica como instrumento de educação. Para citar alguns: a capacidade de trabalhar em equipe, dedicação a uma causa coletiva, pesquisa de temas, desenvolvimento do pensamento complexo e holístico , bem como o desenvolvimento da expressão oral e escrita.

Assim, o Rádio é um meio agregador. Afinal, coloca o jovem ou a criança em contato com a comunidade que a cerca e por que não? Com o mundo.
Também é interessante observar a reação dos jovens/crianças quando colocados em contato com o som de sua própria voz. Dar-lhes a oportunidade de auto-análise, descobrindo formas de melhorar o som que eles emitem.
Você deve estar se questionando: e a aparelhagem?

Bem, de fato, como já disse, temos um operador de áudio no grupo com domínio em softers de edição. Mas, isso não impede que você grave vinhetas prontas das rádios convencionais ou as grave através do computador ou um aparelho qualquer de gravação utilizando a sua própria voz.

Tudo o que utilizamos foram: dois computadores - para edição e posterior gravação dos exercícios de locução, um fone de ouvido, um microfone (simples, de computador mesmo. Mas, em nosso caso, o microfone vem acoplado ao fone de ouvido.), caixas de som e dois pen-drives para a coleta de materiais externos - entrevistas e recados dos confraternistas.

Você pode ouvir o resultado de nosso trabalho no vídeo, logo abaixo.
Ou entrar no site da COMEERJ pólo XII - Caná da Galiléia para, além de conferir o áudio, também conhecer uma das unidades em que o encontro acontece - pois são vários pólos distribuídos pelo Rio de Janeiro trabalhando no mesmo ideal. O site traz uma seleção bem rica de músicas espirítas com as partituras disponíveis. Vale a visita.

Também estamos locados no site do CEERJ ( Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro), voltado para a COMEERJ. A visita ao site é valiosa, pois o CEERJ traz todos os eventos e cursos do movimento espírita.
E é isso aí.

"Para o infinito e além."


video
Atenção: as fotos deste blog são de arquivo pessoal e registram alguns dos momentos da Oficina ministrada.



Nenhum comentário:

Postar um comentário