Gostou? Compartilhe!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Maria Montessori - Uma vida dedicada às crianças.

Maria Montessori
Olá!

Passando para comentar sobre o excelente filme Maria Montessori - Uma vida dedicada às Crianças.
Não conhecíamos Maria e o método Montessori de ensino, segundo o qual o potencial para aprender está em cada um de nós.
Filme italiano sobre a Educadora.
O filme - uma minissérie italiana dividida em duas partes - conta sobre a vida de Maria. A primeira mulher a frequentar a universidade de Roma, tornar-se médica e posteriormente pedagoga.

Confira a biografia de Maria no site " Educar para Crescer".

E, claro, o filme está disponível para assistir online no site Saudade e Adeus.
I parte: clique aqui.
II parte: clique aqui.

É muito bom.

**Encontramos também o livro "Maria Montessori" por Hermann Röhrs disponível no site Dominío Público. Se você quiser saber mais sobre a educadora é só clicar AQUI para conferir.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Contando e encantando!

Olá!
Música e contação de histórias!
Eu realmente adoro o poder das histórias. Elas são mágicas!
Para o post de hoje escolhi uma história bem curtinha para você desenvolver com crianças pequenas. Este foi o resultado de um trabalho que realizamos com os jovens junto às crianças de uma creche. E, como sabemos, o nível de concentração de uma criança de 3-6 anos não é longa. Portanto, transformei uma melodia curtinha em uma pequena história sobre Lar e Amor.

Para a tarefa utilizamos fantoches e contamos com a ajuda dos nossos jovens violeiros que animaram os pequenos com as batidas. O resultado foi uma mistura de história com recreação e música. Logo, não é uma história para relaxar.

A música é esta: "Eu tinha uma casinha".
Se você não a conhece, assista o vídeo do Arte Ofício de Teatro. Esta musiquinha é muito utilizada em encontros espíritas e, acredite: tira do chão até jovens. Tem uma coreografia fácil de ser executada e as crianças pegam rápido.


Nos anexos, você encontra " A história da Casinha". Em nosso caso, dividimos as falas, pois se tratava de um grupo de jovens que apresentaria a história para as crianças.
Durante a história, o facilitador deverá cantar a musiquinha e levar os pequenos a dançar também.
Acredite: por ser uma história curta e dançante as crianças conseguem entendê-la com facilidade. Inclusive, executando a dança quando a recontam por si mesmas.

Também foi um exercício interessante para os jovens. Além de estarem ajudando - fora do horário de Mocidade - também capacitavam-se para a arte do conto (acreditem: trabalhar com fantoches requer prática. Eles perceberam isso.) e para evangelizar.

ANEXOS:
Basta ampliar e salvar no seu computador.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Educando com amor! Livros

Saudações fraternas!

Final de semana é dia de postagem aqui no Mais Além.
Seja bem vindo ou bem vinda por aqui! Estou tentando organizar melhor o blog para que vocês, queridos visitantes, possam conferir todas as postagens com mais facilidade.

Hoje venho falar de uma figura para lá de importante dentro da concepção pedagógica Espírita: Johann Heinrich Pestalozzi.
Nós nos apaixonamos pela história deste educador suíço contada no livro de Dora Incontri: Pestalozzi - Educação e Ética. 
  É importante deixar claro que não se trata de uma obra biográfica comum, mas um estudo, senão uma dissertação sobre Pestalozzi e o meio em que ele vivia - sob os auspícios do Iluminismo e Revolução Francesa.

Talvez o primeiro capítulo possa fazer alguns leitores desistirem. Mas para compreender a história de Pestalozzi e suas inclinações é preciso entender suas relações com o período histórico. (Principalmente sua crença no Despotismo Esclarecido que delineia a primeira parte de suas reflexões.)

Então, vamos desbravando um período e compreendendo o Espírito nobre do Educador que dedicava-se ao ensino por Amor e acreditava que somente através dele a criatura poderia fazer brilhar a sua luz. 
Entre crianças embrutecidas pela violência, Pestalozzi praticava a sua concepção da Educação Moral, onde através do hábito, do diálogo e da experiência concreta poderia fazê-las superar os vícios e viver em comunidade.

A visão de Pestalozzi ia além da escola, abrangia a família e chegava até a nação. Aliás, Pestalozzi cria fervorosamente na figura da mãe e nas relações familiares para estabelecer contato com as crianças e sensibilizá-las para o que é belo e bom. 

" Comete-se frequentemente o grande engano de se dizer que um homem esteja completamente endurecido e irrecuperável - quando ele tem uma parte intocada, pela qual poderias conduzi-lo como uma criança." p. 73  (Esta é a cópia de minha própria resenha, onde você pode conferir na íntegra no Skoob.)

É difícil dizer o que senti durante a leitura. Talvez uma pontada aguda de inveja de Allan Kardec (que foi seu emérito aluno) e dos meninos e meninas de Stans ( local onde Pestalozzi iniciou suas experiências educadoras.) Ao desbravar a história deste homem é quase impossível não pensar em como é imensa a tarefa de evangelizar com amor e com qual responsabilidade devemos realizar este mister. 
Como educador, ele baseia suas crenças pedagógicas na vivência. Portanto, ele fala pouco, mas descobre como tocar o espírito do ser para a percepção moral. Para Pestalozzi o " homem bem formado só fala daquilo que sabe, e só sabe aquilo que experimentou, observou, viu ou vivenciou." Ao contrário de quem usa bem a linguagem, mas sem percepção do que realmente está falando. " O homem que se formou na percepção, fala do que está cheio o seu coração." E os exemplos arrastam. Vivências permanecem e transformam.
Há o trecho de uma carta para as mães (é um dos trechos favoritos de minha própria mãe. risos) em que Pestalozzi as convoca para serem intermediárias do ensino e assim exemplifica o seu método:
" Mãe, segue o fio que a natureza te indica; não entregues ao puro acaso, se e quando uma árvore se apresentar aos olhos de teu filho, o que ele por si próprio observará nela; mostra-lhe a árvore, mostra-lhe as partes que nela identificas; mostra-lhe o seu tronco; seus ramos, seus galhos, suas flores e frutos (...)"
E assim ele continua, correlacionando o aprendizado ao que a criança vê e sente. Não apenas em um conjunto de ideias abstratas.
Embora eu recomende a leitura, é importante frisar ainda mais uma vez: é um livro técnico.  Portanto, permitam-me sugerir a leitura dos livros de Walter Oliveira Alves.
 " Prática Pedagógica na Evangelização - Conteúdo e Metodologia (Vol I) ( se desejar, confira a resenha no skoob)  é um manual simples, objetivo e completo do que Pestalozzi propunha. Com o adendo de que traz sugestões de aulas e atividades dentro do método de sentir/ vivenciar aplicado na própria Doutrina Espírita. É um verdadeiro manancial de ideias para serem desenvolvidas. Tudo dentro do que propõe o codificador. (Ele próprio um educador. Kardec - como facilitador do conhecimento espírita - projetou uma forma de estudo criteriosa a partir de O Livro dos Espíritos que traz em seu bojo um apanhado completo da Doutrina.) 
Maquete Casa Espírita.
Realmente é um livro que não deve faltar nas prateleiras de qualquer evangelizador. Para a nossa surpresa, realizamos uma das atividades propostas pelo livro e com a qual ilustramos este post: trata-se da construção de uma maquete por ocasião do Aniversário da Casa Espírita. A maquete retratava a Casa Espírita.

O tema  " Minha Casa Espírita"  foi desenvolvido por cada turma, respeitando as limitações próprias de cada idade.  Os Pequeninos pintavam casinhas, o terceiro ciclo montou carros e a Juventude construiu a Casa Espírita com uma caixa de sapato. Ao final, juntamos todos os elementos para a Maquete que seria exposta no salão para pais e frequentadores. 

Logo, assim que puderem: leiam os livros. Especializem-se. Com certeza, fará toda a diferença.
Evangelizar é tarefa séria. E só podemos "falar daquilo que está cheio o coração".
Não no sentido do "saber técnico, especializado", mas do que sentimos. Evangelizar está além do técnico. Está em amar o que se faz para contagiar o outro. 


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Animações

Cenas dos curtas.
Saudações!

Para quem ainda não sabe, estou tentado trazer dicas de vídeos, clipes e animações que são excelentes formas de trabalhar com jovens, crianças e adultos.

Hoje vamos falar sobre animações.

No sábado tivemos uma aula muito bacana que começou com uma excelente animação. E, por isso, tive que passar por aqui.
Talvez a maioria de vocês já conheça.
Trata-se de " O homem que plantava árvores" e ao assistir eu soube o motivo do filmete ter ganhado um Oscar.
Não desejo tecer comentários. Assistam por si mesmos e identifiquem os mais vastos temas que podem ser trabalhados a partir da história do "pobre" pastor.
É a prova viva de que podemos fazer muito.


Outra animação que SIMPLESMENTE amo é esta: " The Year of the rat"


Esta animação foi utilizada para a "COMEM - Encontro de Mocidades Espírita de Magé". E, é fantástica.

Assista. Tenha a certeza de que você não perderá minutos de seu tempo.
Até. ^^

Atenção: para baixar os filmes - basta você baixar um programa específico. Já falamos disso aqui no blog. Segue novamente o link do Vdownloader (programa que baixa vídeos do youtube. É só baixar e instalar na sua máquina.)

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Dinâmica: Amor em Movimento


Olá, amigos evangelizadores!
Como vão?

Esta semana venho estudando algumas obras necessárias para a prática da Evangelização e devo fazer algumas considerações em um artigo próximo aqui no blog.
Enquanto isso, deixo para vocês uma nova dinâmica bolada por nós.

Infelizmente, não consegui tirar fotos porque, né, estava no meio da galerinha e aí, é difícil. ( a máquina digital se tornou uma das minhas maiores aliadas para registrar as atividades da Mocidade.)

Dinâmica: AMOR EM MOVIMENTO

Número mínimo 10 pessoas ( quanto mais jovens, mais interessante fica.)

 Confeccionar um dado grande, de papel cartão. E um saquinho com os nomes dos integrantes da Mocidade. ( há um modelo de dado no site Amiga da Educação - mas também sugiro encapar com papel colorido uma caixa quadrangular e colar as figuras nas faces. Infelizmente, o meu dado de papel cartão não foi muito resistente e lá para o meio da dinâmica já estava meio "caidinho". Por isso, não consegui tirar uma foto bacana do dado.)


Este dado é um dado especial: em cada face há uma ação de carinho a ser realizada (abraço, elogio, aperto de mão...). Você pode inventar outras ações se desejar. Abaixo você encontrará as figuras para serem coladas.


Como se joga?


Deve se escolher alguém para iniciar a dinâmica. 

Sugerimos o próprio evangelizador, pois seu nome não está incluído no saco de nomes. 
Um nome será sorteado pelo evangelizador no saquinho de nomes e após, ele deverá jogar o dado. Feito isso, ele deverá aplicar o gesto tirado no dado na pessoa sorteada no saco de nomes.

Após aplicar o gesto, a pessoa que foi cativada deverá ficar de braços dados com quem a cativou. (começa a se formar um elo. Uma corrente)


E o cativado fará o mesmo, jogará o dado e sorteará um nome. A ação que sair no dado deverá ser executada pelo par na próxima pessoa a ser cativada e assim por diante. Os cativados devem se juntar a corrente e todos deverão realizar a ação tirada no dado, juntos.

Teremos assim uma enorme corrente de cativadores e cativados ao final da dinâmica. O que queremos demonstrar é que o amor contagia e conquista, como uma verdadeira corrente.

Aproveitar a corrente da dinâmica e formar um círculo para a oração final.

Gostou?
Conta para gente como foi se você aplicar em seu grupo de jovens!
=*

Abaixo as figuras para você colar nas faces do seu dado. É simples: só clicar na imagem e salvar na sua máquina.

Figura 1 - recorte e cole.

Figura 2

Figura 3


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Nas pegadas do Rabi - Atividade de Imersão

Olá, amigos e amigas!

Jovem trazendo o pote para efetuar a lavagem das mãos.
Cá estou eu trazendo mais um post. Ultimamente tenho conseguido manter uma certa regularidade nos posts. Porém, fiquemos combinados que tentarei estar sempre em dia, atualizando o blog nos finais de semana. Então, se tivermos posts antes disso, é um "plus" ! Caso não, visitem o Arte de Ir Mais Além nos finais de semana para conferir novas postagens.

Hoje estou trazendo uma atividade de Imersão realizada com a Juventude. " Nas pegadas do Rabi" foi uma aula que abordou os usos e costumes da época de Jesus. Assim, os jovens puderam vivenciar um pouco da realidade judaica vivendo a história da Tribo Zebulon.

A Tribo.
Após a aula expositiva sobre Jesus e sua época, os jovens foram convidados a sentarem-se para o festim. E, para isso, foram divididos em dois grupos - homens e mulheres.
Conforme o costume da época, os homens devem comer primeiro e cabe às mulheres servi-los e atendê-los. A figura do Patriarca da Tribo Zebulon foi conferida à um dos jovens.
Para enfatizar os costumes da época foi distribuído aos jovens papéis contendo informações - curiosidades sobre o período e que foram lidas em voz alta para todos os jovens antes das mulheres servirem o banquete.

Figos, maças, azeitonas e uvas.
Assim como realizamos com as crianças na "Noite do Deserto" a Mocidade experimentou azeitonas, passas, figos, uvas e pão sírio. Tudo regado ao bom e velho suco de uva, fazendo às vezes de vinho.

Abaixo vai um material muito bacana que uns amigos compartilharam via face e que acredito ser perfeito para esta aula. Trata-se do material de divulgação do livro Manual dos Tempos e Costumes Bíblicos de William Coleman. 
A Editora Betânia criou esses "lembretes" bacanas abordando uma serie de curiosidades. Basta imprimir e distribuir entre os jovens.

Lembrando que este material não é de minha autoria e sim da Editora em questão. Acesse o Site para conhecer a Editora e os livros. (é uma editora voltada para o público protestante) 

Imagem 1
Imagem 2

Imagem 3

Imagem 4

Imagem 5

Imagem 6

Imagem 7

Imagem 8

Obviamente, você pode criar novos anexos contendo outros costumes. Mas, como achei bacana, estou disponibilizando este material por aqui.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

O Evangelho e o Celular - Dinâmica

Hello! Como vão?

Para o post de hoje escolhi uma dinâmica de interação baseada no texto " A Bíblia e o Celular" que uma querida amiga evangélica nos deu. O texto, muito bem bolado e criativo segue comparando a bíblia ao aparelho.
Adaptei o texto - de autoria desconhecida - e o chamo de " O Evangelho e o Celular".  A arte também foi feita por mim e...Acreditem, aluguei minha mãe e irmão para a tarefa. Gentilmente, eles se tornaram minhas cobaias, quer dizer, modelos para o cartaz.

A dinâmica é muito simples: após a leitura do texto - em anexo - os jovens foram convocados a enviar "torpedos" uns para os outros, utilizando mensagens do Evangelho Segundo o Espiritismo.

O objetivo da dinâmica é muito claro: proporcionar a manipulação do Evangelho dando aos jovens a oportunidade de conhecê-lo e utilizá-lo. Além, é claro, do objetivo secundário: proporcionar a interação entre todos.

Comece distribuindo o Anexo 1 e peça para que os jovens leiam em voz alta.
Após a leitura, dê para cada jovem individualmente o Anexo 2 e peça para que cada um anote o seu nome no aparelho celular.

Após cada jovem anotar o seu nome, recolha e redistribua os celulares entre os jovens, para que cada um pegue um aparelho de um dos colegas de turma e ao fazer isso, entregue também um exemplar do Evangelho Segundo o Espiritismo.

A tarefa dos jovens será mandar para o colega uma mensagem que tenha como base o Evangelho.
Após, cada jovem entregará o celular ao dono de origem.

Você pode usar esta dinâmica para separar os jovens em duplas e então iniciar uma aula, por exemplo.

Espero que seja útil para você.

Abaixo o material utilizado.

Anexo 1 - Texto Adaptado.

Anexo 2 - Aparelhos.


sábado, 9 de fevereiro de 2013

Usando vídeos.

Saudações fraternais!
O blog está caminhando e estou muito feliz por poder compartilhar com vocês um pouquinho de nossas ideias - que gente, são muitas! - e conhecer outros blogs show de bola. Estão todos listados aí do lado e podem confiar: tem muita sugestão bacana de aulas! Devo divulgar alguns materiais que estes blogs trabalham em outro post e agradeço aos amigos virtuais blogueiros pelas mensagens e o carinho.

Hoje, sábado de carnaval, e estou abrindo um post sobre vídeos. São curtos e excelentes para ilustrar o tema e abrir uma aula. Então, vocês já sabem que precisam baixar um programinha para conseguir efetuar o download deste material. Claro, são algumas sugestões. Existem diversas. E, claro, é provável que muitos de vocês já conheçam, no entanto....Segue.

Tema: As aparências enganam
Vídeo 1. Curta metragem integrante do filme Deuses do Asfalto


Vídeo 2. Proposta excelente para os jovens: comercial da Samsung.


Vídeo 3. As aparências enganam! 


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Irmãs Fox em quadrinhos.

Edição branca - Especial Leituras da História.
Conheça AQUI.
Como vão, amigos do bem?

Hoje passando para disponibilizar um material bacana para as aulas: histórias em quadrinhos Irmãs Fox.

Esta matéria faz parte da excelente publicação da Revista Leituras da História sobre o Espiritismo em homenagem à Chico Xavier. Só posso tecer elogios ao exemplar: colorido, bem feito e cheio de matérias muito boas. (Aliás, gosto muito desta revista, não só por esta publicação.)
E, como estamos falando de Irmãs Fox nos posts mais recentes, porque não complementar com estas ilustrações?

Aproveitem. Basta ampliar e salvar.




Histórias em Quadrinhos Irmãs Fox - matéria complementar da Edição Branca:

Figura 1
Figura 2
Figura 3
Figura 4
Figura 5
Figura 6

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Estremecendo a Casa Espírita com raps!

Grupo Fantoches: cativou os jurados.
Alô, galera!
Saudações!
Mímicas!

Continuando a serie " Aulas Irmãs Fox".
Esta aula foi ministrada para a Juventude, mas pode ser claramente adaptada para todas as idades.

A aula começou com uma breve exposição sobre o caso Irmãs Fox.
Nossos jurados
Após, os jovens foram divididos em grupos e para cada um destes grupos foi entregue uma papeleta que trazia a atividade que eles deveriam desenvolver sobre o tema e o caso Irmãs Fox.

A proposta era reproduzir em esquetes dramáticas o Caso Irmãs Fox. Mas, havia um "desafio" para cada grupo. Alguns deles deveriam se expressar através de mímicas, com fantoches ou música. (Se não me engano, somente um grupo continha apenas a esquete. )

As apresentações seriam "julgadas" pela Pré Mocidade, que especialmente participou desta aula para dar a sua opinião sobre.

A criatividade estava em alta!
E transcrevo aqui a letra do " Rap das Fox", totalmente criado pelos jovens durante esta aula:



 Rap das Fox
"Vou contar para vocês o caso 
das Irmãs Fox: Kate e Margareth.
Teve início na América.
Algo Surreal,
Despertou curiosidade do povo
em geral yeah uow
Barulhos estranhos aconteciam
no local, com frequencia muito
grande começou a se comunicar,
com as irmãs que moravam 
naquele lugar yeah uow

Sensação de medo começou
a dominar,
cada vez mais forte o espírito
queria se expressar.
Ele só queria a liberdade depois
de um assassinato de forma
brutal yeah uow
Foi preso na adega de forma
cruel 
Só queria uma ajuda e seguir
para o céu. 
Yeah uow
Yeah uow"

Anexos para você utilizar na sua aula. Basta ampliar e salvar no seu computador.

Anexo I - História presente no site Portal do Espírito.
Papeletas dos desafios. - recorte e distribua para os grupos.
Materiais adicionais para aula:

Lápis e papel para todos os grupos.
Fantoches ou bonecos que permitam a manipulação. 
Você também pode incluir no grupo "música" instrumentos de confecção caseira - como o pote de yogurte lacrado contendo feijões ou arroz que se transforma num "pandeiro".

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

As Irmãs Fox em áudio....

Imagem presente no site : Saúde, Saber e Virtude.

E então, amigos e amigas?
Preparados para o Carnaval?

Na nossa Mocidade a coisa está bem animada com a aproximação da COMEERJ - A Confraternização das Mocidades Espíritas do Estado do Rio de Janeiro, que reúne crianças, jovens e adultos de diversas localidades. Este ano não estarei por lá, mas as altas vibrações já estão chegando aqui no meu Lar!

Bem, e já que falamos em COMEERJ, hoje estou trazendo mais uma das nossas tentativas de unir a tecnologia ao Espiritismo!
Tema já trabalhado também pelo CEERJ. Já existem cursos de como utilizar o cinema, rádio, revista e tevê para engrandecer as aulas.

Trazendo para vocês a Radionovela " Irmãs Fox - Pancadas Sobrenaturais?"




 ( o processo de gravação é um pouco complicado: nós dispomos de um integrante - Diego V. Silva Marques - que tem conhecimento de edição de som e trabalha voluntariamente para uma rádio no PROGRAMA A LUZ DO ESPIRITISMO. )No entanto, você pode utilizar o programinha " Movie Maker" para realizar as suas próprias gravações se desejar. É um programa mais simples e disponível na maioria dos computadores. Ele permite gravar e cortar o áudio.)

Gravação feita pelo nosso grupo de teatro e utilizada para aula do Terceiro Ciclo.
Esta aula foi muito bacana. As crianças simplesmente ADORARAM. Só estou pensando como disponibilizar o áudio: creio que não vai ter jeito e terei de usar o 4shared. 
Sim, eu pensei, quebrei a cabeça, mas não tem como, então para você baixar o áudio, caso queira utilizar basta clicar AQUI. O link do Sendspace estava dando problema! Gentilmente fui avisada e estou disponibilizando o link novamente, dessa vez pelo meu querido 4shared! Creio que agora dará tudo certo.)
Desligamos as luzes e criamos aquele clima de suspense! As crianças pediam para tocar várias vezes, embalados pelos "raps" sobrenaturais. (é claro que esta aula é um complemento de outras aulas expositivas sobre o tema.)

Aliás, aproveitando o ensejo, nós realizamos a Oficina de Técnicas de Locução para Rádio, na COMEERJ - Pólo XII.
Aqui, nosso intuito é permitir que o jovem produza material de divulgação para o Encontro além de promover o seu envolvimento com o tema trabalhado. Você pode conhecer o nosso trabalho no Blog
A Voz da COMEERJ que traz fotos, áudios e posts sobre o que rolou nos três anos de funcionamento da Oficina e conhecer, é claro, a Rádio Voz da COMEERJ.
Com exceção do roteiro da Radionovela - que já vem desenvolvido por nós - o restante é  criado pelo jovem. Temos até crianças trabalhando e gravando. E é muito bom ver o empenho da galera que realmente dá show, enfrentando a timidez e muitas vezes o primeiro contato com o som da própria voz.

Você pode conferir o POST mais detalhado sobre o trabalho com Rádio, AQUI.



domingo, 3 de fevereiro de 2013

O ensino da Sementeira e a Mocidade Luz e Caridade

Amigos!
Mocidade Luz e Caridade - Apresentação Ensino da Sementeira - arquivo pessoal.

Hoje passando para dedicar este post à Mocidade Luz e Caridade, lá de Magé -RJ.
A Lethicia, uma das coordenadoras, utilizou um dos textos de teatro disponibilizado aqui pelo Blog: " O Ensino da Sementeira", uma adaptação do texto de mesmo nome de Neio Lúcio. O motivo? Arrecadar fundos para a COMEERJ (Confraternização das Mocidades Espíritas do Estado do Rio de Janeiro) evento que acontece durante o carnaval e reúne jovens de diversas localidades aqui no CIEP de Paraíba do Sul. Segue parte do vídeo gravado pela galerinha - não contém a peça de teatro, mas dá para ter uma ideia do trabalho bacana realizado.




Fica o meu parabéns! Teatro é uma excelente forma de vivência dos ensinos evangélicos, além de proporcionar espírito de unicidade em torno de um objetivo!

Ah, sim: anteriormente eu estava disponibilizando aqui pelo blog as peças trabalhadas com os jovens. Nós também nos dedicamos ao campo da arte e levamos adiante o Grupo de Teatro Espírita Atitude (GA), formado por jovens e adultos do Grupo Espírita Fé e Esperança. No entanto, há o projeto de formar um blog próprio do GA, motivo pelo qual eu retirei os textos aqui do Arte de Ir mais Além. Em breve o Blog do GA vai estar no ar e espero disponibilizar novamente os textos. ( Por isso, o post antigo sobre o peça não disponibiliza mais o texto.)

Eu agradeço a Lethicia que gentilmente nos deu o retorno. E gostaria muito de receber o feedback de vocês, internautas e amigos evangelizadores, das atividades usadas em suas turmas de mocidade!

Então, se vocês puderem, é só entrar em contato pelos comentários (adoro receber recadinhos!). Se vocês tiverem registrado em fotos, melhor ainda! Dedicarei um post especial com as atividades aplicadas.

Um dos objetivos deste blog é conhecer outras Mocidades, Grupos de Evangelização, bem como outros blogueiros e compartilhar ideias: então, não se acanhem em deixar o seu "alô!".






sábado, 2 de fevereiro de 2013

Investigando os frutos: a parábola que secou.



Como vão?

Trazendo mais uma dica de aula.
Esta aula foi ministrada para a Juventude. Você pode adaptá-la de acordo com a sua turma.

TEMA: " A FIGUEIRA QUE SECOU"

Esta aula tem a pretensão de explorar o verdadeiro significado desta passagem de Cristo. Para tanto, a evangelizadora apresentou este pequeno vídeo logo no início da aula.


É bom lembrar que a Evangelizadora não explicou absolutamente nada. Após a execução do filme partiu para a dinâmica.

DINÂMICA INVESTIGATIVA - OS DOSSIÊS.

A princípio dividiu a turma em três grupos. Com a tarefa concluída a evangelizadora formou um quarto grupo, pinçando de cada um dos grupos anteriores um compenente. Após, ela entregou a cada um deles um envelope contendo uma missão. Eles receberam um dossiê, devidamente envolto em envelope pardo, com a grande etiqueta de TOP SECRET na base. Três deles com biografias de personalidades conhecidas e o quarto grupo recebeu a explicação da parábola.

É importante esclarecer que nestes dossiês não constam quem sejam as pessoas. É trabalho dos grupos tentar descobrir de quem se trata.
O quarto grupo tinha missão distinta: após a leitura da explicação da parábola eles seriam reinseridos nos grupos de origem e deveriam ajudar os colegas a correlacionarem a biografia com a parábola, conduzindo uma discussão sobre.

A Evangelizadora deu alguns minutos - primeiro para que os grupos lessem as biografias e a parábola.
Depois para que os componentes do quarto grupo pudessem conduzir a explicação sobre a parábola dentro de seus grupos de origem.

Por fim: a evangelizadora questionou cada grupo sobre quem eles consideravam se tratar a biografia. É interessante dizer, que a Evangelizadora colou no quadro as fotos das personalidades cobertas por uma folha branca e então, no momento oportuno, revelava a imagem.

Após as descobertas, ela conduziu uma discussão conjunta sobre a parábola e as biografias.
Foi uma aula bastante interessante e produtiva. Uma vez que, embora houvesse a condução do facilitador, os próprios jovens tiveram de chegar a um entendimento acerca da dinâmica e a parábola. Restou a evangelizadora costurar todas as ideias e propor uma conclusão com base nos questionamentos dos jovens.

Um dos motivos que mais impulsionou as discussões foi o a escolha das personalidades. Elas trabalham com homens que, apesar de suas biografias, brilharam no campo do bem ou do mal. Esse paradoxismo serviu de combustível para os questionamentos com base nos preceitos da  Doutrina.

Abaixo os anexos para você utilizar - Basta ampliar a imagem e salvar em seu computador.

Dossiê Indivíduo X
Dossiê Indivíduo Y
Dossiê Indivíduo Z
A Parábola
Paulo de Tarso - Doutor da Lei. (Indivíduo X)
Adolf Hitler ( Indivíduo Y)
Francisco de Assis (Indivíduo Z)

Esperamos que seja útil para você e te inspire a criar outras versões.