Gostou? Compartilhe!

domingo, 31 de março de 2013

Curso de Evangelização para Jovens

Curso de Capacitação Juventude 2013
Alô, amigos! Espero que todos tenham desfrutado de uma boa páscoa ao lado de seus familiares. Nós, é lógico, passamos na Casa Espírita ao lado dos nossos queridos jovens, futuros evangelizadores!

Aproveitando o post de hoje para divulgar o curso especialmente preparado para a juventude que deseja se lançar no grande desafio chamado "evangelização". 
E salientar nossa preocupação com este setor, muitas vezes negligenciado. Infelizmente não se é exigido nada para o tarefeiro. Se você deseja aplicar passe, precisa fazer o curso preparatório. Se quer fazer parte da mesa mediúnica, precisa estudar mediunidade, mas e quem quer evangelizar? Pois é. Quem quer evangelizar, segura na mão de Deus e vai! risos!

Brincadeiras à parte, é muito bom termos novos tarefeiros, mas é preciso que todo o futuro evangelizador também passe por um curso preparatório. Também estude. Afinal, evangelizar espíritos não é uma tarefa simples, mas de grande responsabilidade.
As casas Espíritas precisam capacitar seus trabalhadores para esta tarefa. Conhecê-los e prepará-los à luz da Doutrina Espírita.

 "Ah, é só dar uma aulinha", dizem, assim, no diminutivo. 

Recortando.
Não. Não é apenas dar uma "aulinha". É capacitar seres milenares. 
Certa vez, uma evangelizadora me questionou: "ora, para quê preciso aprender tudo isso? Para as crianças tanto faz! São apenas crianças." 
Nós, como Espíritas, temos o dever de fazer sempre o melhor que pudermos (parafraseando nosso querido Emmanuel) e as "inocentes" crianças que parecem não estar "nem aí" são espíritos velhos, que tal como nós, carregam um passado e são capazes, sim, de entender o que se passa (Que o diga Hermínio de Miranda no excelente livro "Nossos filhos são espíritos.") Portanto, capacitar-se é o mínimo que podemos fazer em prol dessa grande missão.

Amor e carinho são aspectos fundamentais. Mas é bacana a gente poder compreender como funciona o processo de aprendizado, como o cérebro das crianças reagem, o que pode estimulá-las mais e melhor. (Lúcya Moisés tem um livro maravilhoso sobre o tema: "Como aprendemos?". Recomendamos a leitura atenta.)

"Mas, então, eu preciso ser "PHD" no tema? Não sou pedagoga!"
Claro que não. Mas procurar estudar, ler, participar de cursos e ter interesse em expandir seus conhecimentos é sinal de progresso. Vai lhe dar mais segurança e possibilitará que conheça outros companheiros de lide. 

Cursos para os novos trabalhadores é imprescindível. E acompanhamento após o curso, também. Essas ferramentas darão ao futuro evangelizador amparo e a Casa Espírita estará garantindo a seriedade e comprometimento do Departamento que elucida crianças e jovens, mas também capacita seus trabalhadores. É  garantia de que o pretenso evangelizador perceba se realmente deseja se envolver naquele setor e não tenha uma experiência negativa. 

E não falamos apenas dos novos. Cursos de reciclagem para os trabalhadores mais antigos também são ferramentas valiosas para mantê-los atualizados e motivados na tarefa. (Sugerimos grupos de Estudos semanais, após ou depois das aulas, que reúnam os evangelizadores e permitam a troca de ideias.)
É uma pena que aos trabalhadores da Evangelização não sejam vistos com a mesma seriedade que o são aqueles que desejam trabalhar como aplicadores de passes ou médiuns.
Afinal de contas, é através da Evangelização que poderíamos minimizar ou diminuir os casos de obsessão. Tanto encarnados quanto desencarnados. Não há arma melhor do que o esclarecimento. Mas, para isso, é preciso contar com evangelizadores armados, além da boa vontade, do conhecimento.

Colocando a mão na massa! - Literalmente.
O Curso em questão, ministrado por Catarina ( Catarina é a minha mãe. As atividades que ofereço aqui no Blog para vocês é também fruto de sua contribuição e se tratam de atividades aplicadas ao longo de 20 anos trabalhando com jovens e crianças. E ela sabe que ainda há muito o que aprender. Portanto, eu e ela estamos sempre estudando.) , teve como alvo os jovens da Mocidade que desejam trabalhar com crianças. E este curso foi focado na juventude. O curso, um pedido dos próprios jovens, fez um apanhado geral sobre a missão do evangelizador e trouxe dados sobre a capacidade de atenção de cada idade, advertindo os jovens sobre a necessidade de observar as crianças até mesmo nos momentos lúdicos. 
Após a teoria, os jovens foram convidados a cortar e colar, desenvolvendo atividades práticas para aplicar com suas futuras turmas.

A experiência foi muito proveitosa. E já teremos o Módulo II, focado apenas nas Práticas Pedagógicas. (salientando que somente abrimos o Modulo II por insistência dos jovens.) Assim, amigos: hoje deixo para alertar as casas Espíritas sobre o poder da Evangelização e a necessidade de preparamos os nossos jovens para o trabalho! Este é o nosso grande objetivo. Que sejam eles, nossos jovens, os continuadores dessa grande tarefa de regeneração. 

E não é sem orgulho que deixo registrado por aqui: se tratam de jovens de nossa Mocidade. Alguns, frequentadores das escolas de evangelho e que hoje desejam passar a oportunidade adiante. Então, acredito que isso se deve a cada evangelizador ( e os pais estão inclusos nisso) por quem eles passaram. Uns plantaram a semente, outros a regaram e hoje, já temos uma plantinha que está prestes a desabrochar e espalhar um pouco de seu aroma para os outros.

Depois vou disponibilizar aqui no blog os slides utilizados e as técnicas por eles aprendidas.




2 comentários: